pesquisar neste blog

segunda-feira, outubro 12

Ao Cansaço, O meu Abraço.

Ao Cansaço, O meu Abraço.

Na exaustão, esgoto e transbordo o irracional,
Viajo num mundo que não me pertence,
Configuro espaços que não são meus,
Marco com traços e riscos o esgotamento,
Que inconsciente registro sem perceber.

Ao Cansaço, O meu Abraço,

Não poderia ser diferente,
Como não tocar, o que clama tanta carência,
Que na dor pede licença, sem ao menos perceber.

Ao Abraço,

Ato Simples,
Momento pequeno e singelo de pura proteção,
Que repetido e exercitado,
Pode ser mais contemplado,
A beleza de sua ação.

Ao Cansaço,

Um Abraço,
Que pode ser tão esperado,
Como uma Carícia na Escuridão.

2 comentários:

Aninha Apolinário disse...

Segue um abraço virtual meu e do Fefê ;)
beijos,

Fe Salud Vida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Tradução

GLOB

Pensador.info

Adscense