pesquisar neste blog

sexta-feira, julho 31

Amigos & amigos

Há amigos que se dizem Amigos, que só aparecem quando você está sofrendo de alguma moléstia dessas que a vida por natural nos expõe. E aí só nesta, estão presente, ficam até exageradamente ao seu redor, respirando a atmosfera que você vive. Depois que tudo melhora, passa a esquecer por algum motivo inerente e desaparece, não tem mais tempo se quer de mandar uma notícia. Agente procura, agradece e até implora um próximo encontro, e a vida segue o seu rumo natural, contribuindo ou não para o afastamento.
Mas há Amigos que a pesar de tudo se esforçam, e não deixam a distância os separar, são aqueles que reservam um tempinho da sua atarefada rotina para te saudar com um elogio e carinho. Carinho este que não apaga lembranças mesmo as pequenas de anos atrás. As que ficaram guardadas e que na primeira oportunidade de se aproximar faz enrolar a linha que os afastaram e pretendem segurá-la para não deixá-la se enroscar novamente ou se partir. Quando temos um Amigo e ele se aproxima de você para querer partilhar suas alegrias e infelicidades, a Linha não se parte, pelo contrário o melhor Amigo é a aquele que te escuta e fala quando há permissão de compartilhar suas angústias e te estende a mão sempre, até nas suas conquistas boas ou ruins.

PERCEBER

Como encontrar algo que não consigo ver?
É preciso antes se encher de sentimentos e lembranças, e de histórias para poder enxergar.
Enxergar algo ou alguém que preencha a sua tela de cores e sentimentos, e de percepções.
É difícil recordar quando não há percepção.
O significado de algo hoje é muito mais importante e prazeroso, quando analisamos o passado e encontramos verdades que nos faz sentirmos melhores que fomos um dia.
As verdades que trazem a Luz para a Vida.

quinta-feira, julho 23

É melhor que fale por nós a nossa vida, que as nossas palavras.

Muito se aprende com os relacionamentos ruins ou dizendo os maus vividos. Pensamos assim que vivendo num momento ou numa esfera infernal, tudo parece que não vai passar e acredito que quanto mais pensamos ou alimentamos com coisas que não contribuem a estação nebulosa e fria dura mais tempo.
Penso em algo muito interessante a respeito disso, como profissional da saúde, o poder que as substâncias orgânicas contribuem para alimentar um problema que não conseguimos resolver. Mas também valorizo as várias formas alternativas apeladas para tratar um ser humano que desconhece a sua própria patologia.
As crendices fazem parte dos experimentos científicos, não diria que elas são base para começar uma pesquisa e muito resolvê-la. Mas pessoas acreditam nisso e fortalecem suas atividades baseadas em culturas populares.
Existem casos e milhares que desconheço de pessoas que procuram resolver seus problemas com auxílio do não ceticismo. Isso é comum por demais. Uma doença, um problema no trabalho, na vida familiar ou amorosa, no vizinho o que vale é apelar não importa o salvador.
A crença é algo cultural quando bem elaborada em sua mente. O indivíduo que se expõe a uma cultura sem se preservar dos seus valores e de valores que representa, com certeza não processa a importância da crença.
Valorizamos o fato, e muitas vezes por sermos imediatistas, esquecemos a crença, o motivo e a história que faz parte da base do fato.
A História é um tear: vamos construí-la com entusiasmo de sermos felizes. E a medida que vamos alcançando a meia idade, somos orientados de diversas maneiras: elaboramos, seguimos, mudamos de rumo, voltamos, viramos a esquerda ou direita, chocamos com muitos e muitos obstáculos, além de vários valores.
Será que o mapa da vida está bem transitado? Cheio de partidas e chegadas, paradas e partidas ou só paradas e paradas?É muito bom estar em movimento não?
Ainstein usava mais de 10% do seu cérebro diariamente, e a pesquisa indica que nossa média de uso cerebral é igual ou inferior a isso. Não digo que devemos nos comparar a um gênio da ciência, mas esforços, quando para melhorar o funcionamento cerebral, nunca é por demais, quando os direcionamos para vermos uma luz num problema.
Iluminemos nosso centro físico com coisas boas, o alimentemos de coisas lógicas. Nem sempre, enxergamos, ouvimos e sentimos o que gostaríamos, mas podemos provar ou se deliciar de coisas boas.
Falamos o que pensamos, mas sim, depois de todo um processo de sentidos refinados inerentes a nossa alma de ser Humano.
É melhor que fale por nós a nossa vida, que as nossas palavras.
Mahatma Gandhi

quarta-feira, julho 15

VIDA A DOIS

Num casamento ou sociedade, seja ele ou ela qual for, ou civil, ou religioso, ou jurídico, é preciso ter certeza da decisão que você vai tomar, as vezes não temos conhecido o parceiro o suficiente ao longo de uma amizade ou relacionamento; quando descobrimos isso com a convivência a “máscara”cai, o nu aparece, os defeitos que só enxergávamos com os olhos do coração já podem ser vistos com os olhos da alma.
Aí logo neste período acontece uma de muitas situações de choque e de conflitos as que incomodam a convivência, as que trazem dúvidas, perguntas, como exemplo por que estão acontecendo estas coisas, onde eu e a pessoa, ou ambos estávamos errados? Posso ou podemos corrigir estas coisas, ou não, preciso ou precisamos de ajuda?

ESTRADA DA VIDA

Se o caminho é sinuoso você pode analisar se é capaz de dirigir à estrada que quer seguir, ou caso não consiga nem analisar se deve seguir, não enfrente, mas se quiser, então siga e se for o caso não apóie na sua própria prudência, aprender em “estradas sinuosas”enriquece sua bagagem.

terça-feira, julho 14

UNIÃO ESTÁVEL

A Aliança do casamento representa um círculo, por isso vamos falar em União Estável.
O Preenchimento desta circunferência é só um dedo anelar?
O casal para ser bem casado, deve andar na linha? Deve estar sempre correto um com outro?
Ou então “andar em círculo”, representando, de maneira atípica para os dias atuais, uma forma de ambos seguirem as riscas às regras religiosas. Andar em circunferência não embebeda?
Colocamos coisas boas e ruins na circunferência do casamento, adicionamos também nossa face oculta, somamos momentos felizes e de tristezas.
E extravasar a circunferência anelar: aperta, engorda ou sufoca uma relação?
Acredito no que não está servindo, ou não sendo usado para o bem também deva ter algum destino, como por exemplo, dar uma melhor atenção para o em desuso na vida a dois.
Devemos reaproveitar, ou melhorar algo que não está bom, e até mudar tudo na relação?
No relacionamento, começamos assim, a edificar uma situação ruim no casamento, e vamos seguindo a rotina, aí então na primeira “pedra”, a que tropeçamos pensamos em desistir por algum motivo ou vários. Isso não é reaproveitar um problema e tentar modificar uma situação ou caminho.

PELADOS NO TRABALHO?

Sinceramente, achei incrível e atípico a decisão do empresário em colocar seus funcionários pelados para trabalhar. Estar nu diante de colegas do trabalho, eu gostaria como escritora de ver pessoas nesta situação, como elas se comportam com o fato, ou de que tirando suas roupas, o que isso representaria para cada uma, que experiência fantástica ou desastrosa causaria em cada uma delas. As suas máscaras cairiam da face? Será que se sentiriam mais inseguras? Ou não? Ou teriam mais respeito ao seu colega mais próximo de trabalho? Ou despertariam alguma faceta amorosa ou então sacanagem?
Sentimos protegidos e seguros com nossas roupas?
Ver NUA aquela pessoa que você não suporta trabalhar ao lado dela, SERIA INTERESSANTE?!

Tradução

GLOB

Pensador.info

Adscense